segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Cemitério !!!!

Conversando pelo "mesni" hoje, me contaram a respeito de uma moça lindíssima que sempre vestida de vermelho pega um táxi em Porto Alegre e pede uma corrida até um certo cemitério. Chegando no local o motorista para e não existe ninguém dentro do carro. Os mais antigos motoristas juram que é real. Existem vários que juram ter passado por este momento assustador. Essa conversa me fez lembrar de uma noite, uma corrida e uma velhinha. Como profissional da área não podia ficar pra trás e passo a contar essa história pra vocês juntando estes três fatos.
Nesta noite eram mais ou menos 23:30, verão, noite enluarada, não me lembro bem, mas acho que uma sexta ou sábado, eis que me surge uma senhora aparentando uns 60 anos mais ou menos a qual pediu-me que a levasse até o cemitério São José, bairro camobi. Lembro-me nitidamente de seu visual. Não vou aqui tentar manter as aparências, mas a pobre coitada era feia. Imagine, por favor, uma senhora feia. Essa era isso e mais uns 50 por cento mais ou menos. A pobre ainda achava que estava toda produzida. Aquelas senhoras que acham que quanto mais maquiagem e perfume melhor. Devia ter um quilo de maquiagem no rosto. Um batonzão vermelho na boca, as bochechas eram rosas. Bem rosas....hehehe... O perfume dela, juro..... senti uns dois dias na moto.....hahaha....Mas resumindo muito feia, de assustar. Mas voltando a história que narro a vocês. Quando ela me disse onde queria ir, comentei com ela: - Certo, próximo ao cemitério São José, em camobi né, perfeito, vamos lá. Ela riu, brincou e disse-me: - Moço, é no cemitério mesmo. Não é próximo. É lá. E eu: Puts... aiii, ai, aiiiii, mas senhora o que vais fazer a esta hora no cemitério? - É que meu namorado é vigia lá do cemitério e como está de serviço vou pra lá.
Sabe, o que tinha ela de feia, tinha de alegre e divertida, coitada. Fomos num papo divertido até lá, onde contou que dava pra namorar tranquilo por lá, pois ninguém incomodava. Lógico né. Quem iria atrapalhar o casalzinho de namoro em pleno cemitério de madrugada....hahaha.... Quando chegamos em seu destino, ela desceu, pagou-me, me agradeceu pelo papo e se foi em direção ao portão principal. Não pude resistir e fiquei ali, amarrando um pouco até aparecer o dito cujo namorado. Olha sinceramente, acho que ele não era vigia do cemitério, mas sim um dos inquilinos do referido local.....hehehehe.... Mas que maldade. Deixa os dois pensei eu. Minha volta foi tranquila e divertida, pois aquela cena não me saía da cabeça. Os dois adentrando o cemitério para namorar em plena já madrugada. Essa história, não teve fantasmas, mulheres de vestido, lindas, etc...
Mas juro por Deus, se aquela velhinha me aparece de vestido branco, eu não iria levá-la.... Pois era a própria assombração... hehehe....

Um comentário:

Tati Py disse...

Má que beleza!
Não sabia que tu tinhas um blog. Uma grata surpresa, isso é certo. Te prepara, porque volta e meia virei aqui.

Beijos!